Gramática

Gramática é a sistematização dos fatos contemporâneos de uma língua.

Palavra

A escrita, uma das maiores invenções da humanidade, é a representação da realidade linguística (fala) por meio de sinais perceptíveis à vista. Assim sendo, é falso pensar (ou dizer) que se pronuncia desta ou doutra maneira porque se escreve assim ou assado.

Dispor de palavras suficientes e adequadas à expressão do pensamento de maneira clara, fiel e precisa leva a melhores condições para assimilar conceitos, refletir, escolher, julgar, na tarefa vital da comunicação. Cada palavra tem sua força própria, sua adequação semântica ao referente.

FUNÇÃO SINTÁTICA

Classe gramatical é o conjunto formado por todas as palavras que têm a mesma finalidade. A classe gramatical de um palavra não é fixa; depende das relações que ela estabelece com outras palavras com as quais se combina para formar o enunciado.

Função sintática é o papel que cada classe de palavra desempenha como terma da oração de um período.

Substantivo é toda palavra que é determinada por um artigo, pronome ou numeral, ou modificada por um adjetivo. Também podemos dizer que o substantivo denomina um ser concreto ou abstrato  assim usado para nomear pessoas, coisas, animais, lugares e sentimentos. O substantivo pode funcionar como núcleo de um grupo nominal de uma oração.
 Função sintática:
exerce a função de núcleo dos termos da oração: sujeito; predicado nominal; objetos; complemento nominal; predicativo; agente da passiva; aposto; vocativo; adjunto adverbial; adjunto adnominal.

Adjetivo é a palavra que designa qualidade, enquanto existente nos seres.
 Função sintática:
· adjunto adnominal;
· predicativo do sujeito;
· predicativo do objeto.

Artigo é o determinante de atualização, de especificação, apto a substantivar, e a indicar o gênero dos seres.
 Função sintática:
· adjunto adnominal.

Pronome é a palavra variável em pessoa, gênero e número que representa ou acompanha o substantivo, indicando-o como pessoa do discurso.
 Função sintática:
· quando acompanha o substantivo: adjunto adnominal;
· quando substitui o substantivo: todas as funções do substantivo.

Numeral é a palavra que delimita rigorosamente a quantidade ou indica a ordenação dos seres.
 Função sintática:
· adjunto adnominal (como palavra adjetiva);
· funções variadas (como palavra substantiva).

Verbo é a palavra que exprime processo, designando ação, fenômeno, estado ou mudança de estado.
 Função sintática:
· núcleo do predicado verbal;
· um dos núcleos do predicado verbo-nominal.

Advérbio é um determinante, de natureza nominal (sabiamente) ou pronominal (aqui), que se refere, circunstanciando ou intensificando, a um verbo, adjetivo, outro advérbio ou pronome.
 Função sintática:
· adjunto adverbial.

Preposição é a palavra que subordina a outra (antecedente) um termo (consequente) expresso por palavra ou palavras que não formam oração.
 Função sintática:
Não apresenta.

Conjunção é a palavra que dá a ideia de coordenação ou subordinação entre dois termos.
a) Conjunção coordenativa: é a palavra que liga funções ou valores sintaticamente iguais.
b) Conjunção subordinativa: é a palavra que subordina a um antecedente um consequente expresso por oração.
 Função sintática:
Não apresenta.

Interjeição é a voz expressiva de emoções, apelos ou ideias mal estruturadas.
 Função sintática:
Não apresenta.

Significação

O signo linguístico  que é a unidade utilizada para a transmissão da mensagem verbal  encerra um significado, que é o seu sentido ou seu valor diferencial, e um significante, que se manifesta foneticamente. Curiosamente, dentro das inúmeras diferenças entre as línguas e dialetos humanos, essa dupla articulação parece ser uma característica comum a todas.

Os signos são entidades tão centrais e importantes na linguagem quanto os átomos em física, as células em biologia ou os números em matemática; são eles os objetos materiais de que o homem se utiliza para comunicar-se.

O signo como elo de uma mediação nesse processo de comunicação trará então necessariamente dois entes que intervém no tal processo  o significante e o significado.

O significante é a parte sensível do signo, isto é, aquilo que se vê, ouve ou sente. O significado é a informação (ideia, conteúdo) comunicado. Para ser mais didático, observa-se esta compreensão através de uma palavra qualquer. A palavra  árvore  por exemplo: o significante é pois este sinal de letras que traduz o ser vegetal "árvore"; já o significado é, como diz no dicionário de Celso Pedro Luft: "s.f. Vegetal lenhoso cujo caule, chamado tronco, só se ramifica bem acima do nível do solo".

Significado das palavras - a significação está intimamente relacionada com o mundo das ideias e dos sentidos.
Sinonímia - relação que se estabelece entre palavras que apresentam sentido igual ou semelhante;
Antonímia - relação que se estabelece entre duas palavras de sentido oposto;
Homonímia - relação que se estabelece entre palavras da mesma estrutura fonológica, no plano do significante:
homógrafa heterofônica - é a palavra igual na escrita e diferente na pronúncia;
homófona heterográfica - é a palavra igual na pronúncia e diferente na escrita;
homófona homográfica - é a palavra igual na pronúncia e na escrita.
Paronímia - relação que se estabelece entre palavras semelhantes na pronúncia e na escrita, mas diferentes no significado.
Denotação - a palavra apresenta um só sentido, uma única interpretação. Usada para a comunicação informativa;
Conotação - a palavra apresenta sentido figurado, com mais de uma interpretação. Usada para a comunicação literária;
Polissemia - é a propriedade que algumas palavras têm de apresentar vários significados, mantendo inalterado o significante.

Ensino com Tecnologia - Professor Osvaldo Andrade
ocsanmail@gmail.com