Redação

Tudo que se escreve é Redação.

Biografia

A Biografia é um gênero literário em que o autor narra a história da vida de uma pessoa ou de várias pessoas. De um modo geral as biografias contam a vida de alguém. Em certos casos a biografia inclui aspectos da obra dos biografados, como por exemplo Plutarco, em suas Bíoi parálleloi (Vidas paralelas), numa abordagem muitas vezes de um ponto de vista crítico e não apenas historiográfico. Em francês, o termo biographie é documentado em 1721; no inglês, a palavra biography foi documentada em 1791 e na forma biographia já em 1683; em espanhol, biografía, e, em português, biografia aparecem somente na segunda metade do século XIX. Mais recentemente é comum se solicitar a biodata de pessoas que produzem trabalhos artísticos, científicos etc. Este termo remete à vida e às experiências de trabalho do biodatado, bem como a itens que revelem suas opiniões, valores, crenças e atitudes. Os dados biográficos transcritos nesta categoria contêm, por vezes, o mesmo tipo da informação que um resumo de trabalho acadêmico, podendo também incluir a descrição dos atributos físicos e fotos.

Como fazer uma biografia

Procure por fontes primárias sobre o sujeito tema da biografia. As fontes primárias incluem livros, cartas, fotografias, jornais, revistas, artigos de internet, diários, vídeos, entrevistas, biografias existentes e autobiografias. Pesquise, lendo o máximo que puder sobre a pessoa e destacando as informações mais importantes que encontrar.

Muitas pessoas formulam perguntas de pesquisa para focar os estudos, como: o que acho interessante sobre esta pessoa? Por que este sujeito é importante para os leitores? O que posso falar de novo sobre a pessoa? O que eu gostaria de saber mais?

As entrevistas ajudarão a dar mais vida à pesquisa, pois os entrevistados podem contar histórias que você não encontraria em livros ou artigos de internet. Converse com o sujeito da biografia e com pessoas próximas dele, como cônjuges, amigos, parentes, colegas de trabalho, etc. pessoalmente, por telefone ou por e-mail.

Registre tudo com um gravador para conferência mais tarde. Talvez seja preciso conduzir várias entrevistas para se obter o material necessário para a biografia.

Para se ter uma visão melhor da história da pessoa sobre quem vai escrever, passe um tempo em locais significativos para ela, como o ambiente de trabalho, a casa onde passou a infância, entre outras opções.

É uma boa ideia visitar locais nos quais o sujeito tomou decisões importantes ou passou por mudanças no decorrer da vida. Estar fisicamente no local pode ajudá-lo a sentir como a pessoa se sentiu, facilitando a escrita.

Contextualize a vida do biografado analisando o que acontecia ao redor dele. Pense no período de tempo no qual ele cresceu e na história dos locais onde ele morou. Faça pesquisas sobre a economia, a política e a cultura da época em questão para ter uma ideia melhor das coisas pelas quais a pessoa passou no decorrer da vida.

Ao pesquisar sobre um período de tempo específico, pergunte-se: quais eram as normas sociais da época? O que estava acontecendo econômica e politicamente? Como o clima social e político afetou o sujeito?

Monte uma linha do tempo da vida da pessoa para organizar a pesquisa. Comece desenhando uma linha em uma folha de papel; preencha então toda a vida da pessoa, começando no nascimento e destacando eventos importantes. Se possível, inclua datas, locais e nomes. Inclua também eventos e movimentos históricos que afetaram a vida da pessoa. Por exemplo, um conflito civil pode ter influenciado a adolescência do sujeito da biografia.

Escrevendo a biografia

Muitas biografias começam com o nascimento do sujeito e terminam na vida adulta ou na morte dele. Use a linha do tempo que criou para saber como estruturar melhor sua biografia. Se a pessoa ainda estiver viva, inclua informações sobre a vida atual dela; se ela já morreu, inclua informações sobre a morte dela.

Você também pode focar em áreas específicas da vida da pessoa. Se optar por tal opção, passe pelos períodos de vida cronologicamente.

Use a declaração de tese para organizar o texto como um todo, fazendo com que ele reflita a ideia principal. Por exemplo, a declaração de tese da biografia pode ter a ver com o modo com o qual a pessoa impactou os movimentos de direitos civis no Brasil. É importante que todo o conteúdo da biografia se relacione com essa ideia.

Dependendo da estrutura da biografia, você pode alternar entre momentos do presente e do passado entre os capítulos. Trata-se de uma ferramenta muito útil para dar dinamismo ao texto.

Os trechos de flashback devem ser tão detalhados e reais quanto as cenas do presente. Use as pesquisas e entrevistas para ter uma boa ideia de como representar o passado.

Por exemplo, você pode partir da morte da pessoa no presente para um flashback de uma memória da infância dela.

Elementos como casamentos, nascimentos e mortes influenciam a vida de todos nós, assim como marcos profissionais e civis. Destaque os momentos-chave da vida da pessoa para que os leitores saibam o que importava para ela e como ela afetava o mundo ao redor. Por exemplo, você pode focar nas conquistas da pessoa no movimento de direitos civis, escrevendo uma seção inteira sobre as contribuições dela nas manifestações da cidade natal dela.

Cheque suas pesquisas e tente encontrar similaridades entre eventos e momentos, procurando por frases e situações recorrentes na vida do biografado.

Por exemplo, você pode notar que a vida do sujeito era pontuada por momentos de adversidade, nos quais ela batalhava contra forças maiores. Use, portanto, o tema de superar adversidades na biografia.

Como biógrafo, você representa um papel importante, portanto, não tenha medo de se expressar através do texto. Reflita sobre a pesquisa e comente sobre como vê o sujeito da biografia.

Por exemplo, você pode encontrar paralelos na vida da pessoa batalhando por direitos civis com seus próprios interesses em justiça social, elogiando o trabalho da pessoa e impacto positivo que ela tem sobre a sociedade.

Cheque todo o texto em busca de problemas de pontuação, gramática e ortografia. Marque todas as pontuações do texto para verificar se elas estão corretas. Leia o material de trás para frente para checar erros de digitação e gramática.

Publicar uma biografia cheia de problemas de escrita afastará os leitores e pode prejudicar sua nota, caso esteja escrevendo para uma aula.

As biografias normalmente contêm informações retiradas de livros, artigos, revistas e entrevistas. Cite todas as fontes que utilizou, direta ou indiretamente. As citações podem ser incluídas dentro do texto, nas notas de rodapé ou em uma seção ao fim do projeto.

Se o projeto é para uma aula, siga a formatação ABNT ou as instruções do seu professor.


Tome cuidado ao publicar informações particulares ou vergonhosas, principalmente se o sujeito da biografia não for uma celebridade, ou você pode violar a privacidade dele.

Peça que as fontes comprovem o que dizem sobre a vida da pessoa. Se vai opinar sobre algo na biografia, deixe claro que se trata de uma opinião e não de um fato.

Ensino com Tecnologia - Professor Osvaldo Andrade
ocsanmail@gmail.com